Relato de um Certo Oriente

Relato de um Certo Oriente

Após um longo período de ausência, uma mulher regressa a Manaus, cidade de sua infância.

Deseja encontrar Emilie, a extraordinária matriarca de uma família libanesa há muito radicada ali.

Read Online Relato de um Certo Oriente

Novela brasileña de interés para arabistas curiosos de la gran emigración libanesa a América, a principios del siglo XX, ha tenido también una buena acogida por el público en general, y ha sido traducida a varias lenguas: español, italiano, inglés y alemán. No obstante, a mí se me ha hecho un poquito confusa esta lectura, que incluye varios narradores diferentes: familiares y amigos que recuerdan la vida de una matriarca libanesa. Bueno, sí está claro que se ha cambiado de voz, pero no siempre sabemos quién habla en cada momento. Esto parece intención del autor, de la misma manera que sabemos los nombres de algunos personajes y otros son solo presencias sin nombre: tal el caso del musulmán libanés que casó con Emilie, la matriarca cristiano-libanesa que emigró en su juventud a Manaos, en la Amazonia.

Com o objectivo de enviar uma carta a um irmão, que se encontra em Barcelona, a fim de lhe revelar a morte de Emilie, acaba escrevendo um relato com depoimento de membros da família e de amigos.

The mother is a Christian and the father is a Moslem. The mother never gets over a brothers suicide.

Gostaria de que esse véu tivesse também caído, para saber ao certo, sem quaisquer dúvidas, a identidade dessa personagem, filha adotiva, sem-nome, que volta à casa da infância e se lembra das histórias do passado. Foi grande a frustração causada pela narrativa dissimulada, oblíqua da história desta família de imigrantes do Oriente Médio no Amazonas. Terminado o texto, voltei ao início do livro para ter certeza de que não havia perdido algum detalhe que houvesse me desviado para um final inconclusivo, mas continuei, depois de reler o texto, com a inconveniente sensação de uma narrativa que carecia de um único detalhe para um desfecho pleno, satisfatório. Milton Hatoum tem uma maneira onírica de contar histórias e é capaz de nos levar facilmente a um mundo meio-sonho, meio realidade, à zona da imaginação que pontua narrativas de um passado não muito distante. Com uma narrativa evocativa, o romance ganha profundidade a cada relato, a cada personagem que conta parte da história. Mas mesmo assim, a força narrativa de Milton Hatoum, e seu texto, cuidadoso como hoje já quase não vemos na literatura brasileira, não deixam que eu coloque esse livro de lado.

Isso porque algumas narrativas são, para mim, mais interessantes que outras, como a história narrada pelo fotografo Dorner quanto ao suiscidio do irmão de Emilie, bem como as brigas do casal pela questão religiosa. Uma coisa que reparei foi uma certa repetição de Milton Hatum no tema da mãe superprotetora do irmão mais novo, tendo este fato também constado em Dois Irmãos e Cinzas do Norte. Outro elemento interessante é ler o primeiro livro de um autor que gosto muito e perceber o quanto evoluiu também a escrita, sendo "Cinzas do Norte" meu favorito.

Morou durante a década de 1970 em São Paulo, onde se diplomou em arquitetura na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP, trabalhou como jornalista cultural e foi professor universitário de História da Arquitetura. Em 2008 foi nomeado Tinker Professor de literatura latino-americana na Stanford University (EUA). Em 2000 publicou o romance Dois irmãos (prêmio Jabuti/ indicado para o prêmio IMPAC-DUBLIN), eleito o melhor romance brasileiro no período 1990-2005 em pesquisa feita pelos jornais Correio Braziliense e O Estado de Minas. Hatoum publicou também ensaios e artigos sobre literatura brasileira e latino-americana em revistas e jornais do Brasil, da Espanha, França e Itália.

  • Portuguese

  • Romance

  • Rating: 3.70
  • Pages: 166
  • Publish Date: 1989 by Companhia das Letras
  • Isbn10: 8571640394
  • Isbn13: 9788571640399